Foi por obra e graça, querem lá ver!

6/22/2009 04:30:00 da tarde Publicado por Maria Luís

A mim, custa-me muito chegar a Anadia e ver o que resta da Cerâmica literalmente no chão.
Já para não falar, que é um prazer ter de dar aquela rotunda belissimamente ornamentada!
A primeira vez que me deparei, sem contar, com aquele aparato deu-me até um friozinho na barriga...
A Cerâmica faz, ou fez, sei lá, parte da vida de minha casa. Desde de sempre que me lembro da sirene, que tocava às 8h, às 12h, às 14h e às 17h.
Eram exactamente os horários do meu avô, que lá fazia as contas de toda a empresa...
Memórias!

Agora sinceramente, acham que aquilo caiu assim... sem mais nem menos... ?! bahhh!

Correcção:
Os toques da cerâmica eram exactamente às: 7.50h + 8.00h +12.00h + 12.50h+ 13.00h + 18.00 h

4 comentário(s):

  1. pedro disse...

    pois eu costumava acordar com, a sirene para ir para as aulas =/

  2. Ana Dias disse...

    também eu... é uma pena. Quando vi a cerâmica reduzida a escombros, até as lágrimas me escorreram pelos olhos... e eu que nem sou saudosista, mas é como se me tivessem arrancado uma parte daquilo que sou hoje. Fico triste que venham com as desculpas de que aquilo estava a cair. tantas idas à Câmara para nada... Deus queira que a juventude não se esqueça da sua história porque o exemplo que nos estámos a dar torna-nos fracos.

  3. Paulo Mamede disse...

    Eu que vivi ao lado posso dizer que a sirene no meu tempo tocava ás 7.50h + 8.00h +12.00h + 12.50h+ 13.00h + 18.00 h
    Mas concerteza foi noutros tempos, devo ser mais velho, mas sem duvida que era um relogio para todos nós, eu estavamos no campo dos olivais nas peladinhas e sabiamos que quando tocava era hora para regressar, ajudava no despertar para ir para a escola, pois assim sabiamos exactamente as horas e não podiamos adiar mais a preguiça, quantas vezes pegamos nas nossas bicicletas e iamos fazer "cross" para a entrada da ceramica, e depois era só furos, e á noite os exercicios que os bombeiros iam lá fazer para treinar, um espectaculo para nós crianças aquele aparato todo. Para não falar das idas ao barreiro pelo pinhal...realmente a ceramica era muito mais que uma ceramica para os residentes da zona. È uma pena ver aquele monte de entulho agora, mas tb ver abandonado sem ninguém pegar custava...Mas está feito:( pelo menos que o projecto para este local que seja algo de significante e que reanime a zona dos olivais, do bairro cancela de abreu, e a 5 de Outubro, pois ´são zonas que já tiveram bastante animação e que necessitam de ser reabilitizadas.

  4. ML disse...

    Xiiii, é verdade! Os toques eram mesmo esses, eu além de viver um bocadinho mais abaixo sou de facto mais nova, daí a lembrança não ser rigorosa!!