CANIL E GATIL EM ANADIA PARA QUANDO?

10/18/2009 11:44:00 da tarde Publicado por Jolly Jumper


Uma das grandes necessidades de Anadia é a construção de um canil e um gatil, para se retirarem cães e gatos sem dono que vagueiam um pouco pelo centro da cidade e restante concelho e coloca-los no sítio certo. Com esta infraestrutura os animais podiam usufruir de tratamento e cuidados aos quais também têm direito. Faço votos para que o novo executivo tenha em atenção este assunto .
...
Publicado em Paulo "Cagido"

5 comentário(s):

  1. pedro disse...

    e a pergunta que faço todos os dias, e uma vez fui a uma sessao de camera tentar apresentar um projecto para um canil, ate hoje nada, aqui em anadia so há dinheiro para rotundas, e poucos mais, assim corre a vida na parvónia.

  2. Anónimo disse...

    concordo...mas o presidente preferiu comprar 1 ecran gigante por 35 mil euros,instalado pela Timotec(coincidencia)...ABRAM OS OLHOS MEU POVO!!!

  3. Anónimo disse...

    Isso do ecran até está bem dito, mas tb vos digo uma coisa, será que Anadia e o seu Povo, estão realmente necessitados de uma infra-estrutura como o Canil/Gatil, não haverá nada mais, na nossa sociedade que tenha mais urgência que o Canil/Gatil.
    Acho mesmo que isso foi uma falsa bandeira politica do PP, olhem mais para as Freguesias do Concelho, redes sociais, flagelo dos desempregados, Família, desportos com (escolinhas) para puxar os jovens para o desporto, saúde,saneamento adequado e estações de tratamento, politica energética e Central de biomassa para o Concelho,cultura,etc...

    Agora construir um sumidouro de capital dos contribuintes, pois fazer e sustentar um canil, mais vale uma solução protocolar com outros municípios vizinhos, na minha opinião não acho que a população de animais abandonados justifique um investimento em cada Concelho, mas sim um resolução conjunta e menos onerosa e como tal muito mais eficaz quer no custos quer na recepção, acompanhamento adequado desses animais.

  4. Maria do Céu Castelo-Branco disse...

    Caro Anónimo das 11:41: A construção do canil e gatil é de grande importância por uma questão de humanização, de saúde pública, de ética e de moral e de qualidade ambiental. Para além do mais, nunca seria um "um sumidouro de capital dos contribuintes" porque há múltiplas formas de sustentar um canil (adopção,padrinhos, beneméritos, apoio solidário...), um canil intermunicipal "uma solução protocolar com outros municípios vizinhos", parcerias com associações. Em Anadia existe uma Associação que tomou posse nos Paços do Concelho e tem um projecto efectuado e aprovado pela Câmara. Só precisam do terreno que lhes foi prometido, pelo Prof. Litério, durante o período eleitoral das Autárquicas de 2005. Tal nunca aconteceu.
    Mais, está no âmbito das competências da Câmara Municipal " deliberar sobre a deambulação de animais nocivos, especialmente cães vadios, e sobre a construção do canil municipal". Mais ainda, cumprindo o disposto no ponto 1, do artigo 11º do Decreto-lei 314/2003 de 17 de Dezembro " as câmaras municipais, de forma isolada ou em associação com outros municípios,
    são obrigadas a possuir e manter instalações destinadas a canis e gatis, de acordo com as
    necessidades da zona, e postos adequados e apetrechados para execução das campanhas
    de profilaxia, quer médica, quer sanitária, que a DGV entenda determinar".
    Há, de facto, muitas EMERGÊNCIAS no concelho e devem ser criadas prioridades, contrariamente ao que, por vezes, tem acontecido, como por exemplo a Regeneração Urbana de Anadia, o écran gigante por 35 mil euros,instalado 2 dias antes do início oficial das eleições Autárquicas 2009 para publicitar algumas obras já feitas e outras para tapar os olhos aos mais distraídos...).
    Contrariamente ao que pensa, no nosso concelho há muitos animais abandonados. A minha recente experiência deu-me essa dolorosa certeza. Lamentavelmente, somos um país pouco sensível à importãncia, ao carinho e à dedicação, desinteressada, que os animais nos dão. Por isso não foi bandeira do PP. Aliás todo o programa do CDS-PP baseou-se em realidades e necessidades do concelho, vivenciadas e ouvidos os cidadãos.
    Leia em http://mariadoceucastelobranco.blogspot.com/2009_06_01_archive.html

  5. Anónimo disse...

    Quero desde já agradecer-lhe a atenção prestada ao meu comentário, e te-lo feito de forma identificada, vou certamente respeitar essa forma de estar.

    Mas quero que saiba, que independentemente da argumentação apresentada por si, nomeadamente em..."grande importância por uma questão de humanização, de saúde pública, de ética e de moral e de qualidade ambiental", em nada invalida o que eu referi e por outro lado até reforça, continuo a achar que existem, outro tipo de obrigações as quais estão igualmente bem regulamentadas e que a Câmara de Anadia é obrigada ou deveria dar resposta e infelizmente por uma razão ou por outra não dá, e que faz exactamente jus a essas condições que mencionou.

    Muito sinceramente, quero que saiba que tenho muito apreço pela ideia do canil, mas de certa forma não vejo as coisas do seu ponto de vista, vejo de outro e penso que de certa forma compreenderá que tenho razão no que digo, pois está aos olhos de todos, as debilidades e fragilidades da nossa sociedade no geral e a sociedade do nosso Concelho em pormenor.

    Quanto à forma de financiamento que apresentou, penso que deve ser levada em conta "(adopção,padrinhos, beneméritos, apoio solidário...), mas com peso e medida e ambas muito bem ponderadas, numa altura como a que atravessamos, é difícil recolher donativos até para instituições que ajudam e beneficiam pessoas com carências múltiplas (Associações locais, Banco Alimentar etc....), conheço de alguma forma, esse tipo de financiamento e digo-lhe que é bastante inseguro, além disso se por algum motivo, essa solidariedade falhar, alguém tem que investir, porque os animais não tem botão (ON/OFF), e esse alguém, se mais nenhum honrar os custos fixos, terá de ser a Câmara e os capitais públicos, logo eu acho que como qualquer projecto de investimento, deve existir um plano orçamental adequado e realista, para que o canil mantenha sempre o nível aceitável de condições, para que não se torne num projecto falhado e numa instalação degradante, e que isto por si só, não sirva de arma de arremesso em difamação do Município de Anadia em relação à causa da protecção animal, quando a ideia de princípio até é uma ideia nobre, para isso à que encontrar e manter sempre soluções viáveis, quer para os Animais acolhidos quer para os respectivos técnicos ou responsáveis acolhedores de animais.

    Mais do que colocar os assuntos neste ponto, será necessário leva-los à ordem de trabalhos novamente, em local adequado e a quem de direito, após nova reflexão sobre o assunto terei todo gosto em voltar a comentar, consigo ou com qualquer outra pessoa, este mesmo assunto neste mesmo local.

    Cumprimentos